O estranhamento do reencontro

lobo_um_tdg

Pessoas são seres estranhos. Reencontrar pessoas é estranhamento. Principalmente quando você passa anos sem ver alguém e tem a sensação de que a pessoa  com quem você mantinha algum laço ficou perdida no passado. Parece que a situação inteira se enche de cuidados e requintes que não lhe são muito triviais. Tente imaginar alguém com quem você conviveu por 4 anos ou mais. Depois reencontre essa pessoa 6 anos depois. Houve um espaço intervalar maior que o tempo que se conheciam. Parece que esses 2 anos foram o insterstício do esvaziamento. Tem-se uma sensação de não-pertencimento do/no universo daquela pessoa.  A sensação de que não há um pertencimento recíproco. Tudo se torna vácuo. E o momento que era cristal quebra-se com o inevitável silêncio.

Anúncios

Uma resposta em “O estranhamento do reencontro

  1. Reencontrar é estranhamento, concordo em gênero número e grau. Mas imagine que estranha a situação. Eu e uma amiga de anos da adolescência costumávamos nos falar todos os dias e contar nossos dia-a-dia. Depois nos afastamos, anos e anos. E nos reencontramos sem querer um dia desses, e conversamos como se tivésse sido semana passada a última vez que nos falamos.
    Como se aqueles seis anos citados no seu texto, fossem meros seis dias. Como se não houvesse cristal pra quebrar, porque nossas taças são plásticas…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s